terça-feira, 19 de maio de 2015


quarta-feira, 13 de maio de 2015

Confessions of a Broken Heart

   Pois é, já faz 10 meses desde que esbarrei naquele olhar numa tarde chuvosa de uma terça-feira de julho, e  nunca mais esqueci aqueles olhos tão azuis  e grandes, cheios de vida e inspiração, bastou apenas um segundo olhando neles para que fosse arrebatada.
    Eu nunca mais esqueci aqueles olhos, aquela voz, aqueles cabelos penteados para trás e  aquele jeito entusiástico de falar que me mantinha atenta até em assuntos que nada me interessam. Eu senti a necessidade de descobrir quem era o dono daqueles olhos, de onde vinha, onde nasceu, como se chamava, qual era sua idade, e precisava tirar a prova de que era realmente o tipo de rapaz que eu senti  que fosse ... O tempo passou, e junto com as informações das quais precisava também conquistei alguns bons amigos e pessoas interessantes para conversar ... Mas 90%  das minhas intenções ainda se concentravam no 'moço bonito que fala enrolado' cujo nome não revelarei, mas é tão eloquente quanto o dito cujo.
    Eu quase não percebia o sentimento crescendo e tomando conta de mim,mas era inevitável,no exato momento em que pus os olhos nele fui fisgada feito um peixe, tanto que até me distraí de minha chateação por cancelar a praia devido a chuva que encharcava as ruas do Rio de Janeiro.
     As oportunidades para conversarmos de verdade eram muito poucas, duravam mais ou menos 5 a 10 minutos; mas um belo dia , sim um belo dia pudemos passar 72 horas conversando sobre trivialidades, e também coisas importantes ... e foi aí que eu me apaixonei por completo e dei meu coração a ele; sem ele saber é claro, porque ele inocente, não tem ideia do fogo de acendeu em mim e também não faz ideia da minha incapacidade em apagá-lo. A cada lembrança de sua existência,se acende mais e mais ... Felizmente tive a certeza que  coisas que tínhamos em comum  eram táteis e concretas, porém, para minha  infelicidade , também tive a certeza que o mar de coisas que nos separam e afastam são imensamente maiores que o Oceano Atlântico  que se estende entre nossos berços pátrios. Se por uma mão me era dada a alegria de saber que ele era quem realmente pensava ser, por outra me era roubada sabendo quer herdara os defeitos que temia ter.
     Eu sabia que não tinha como ser, que seria loucura tentar escondê-lo em meu coração, porque em suas muitas fugas e aventuras, ele sairia arrombando a porta ... E foi o que fez. Se foi para bem longe, em busca de outras : Outras experiências,outras culturas,outras aventuras e outras mulheres ... porque eu não sou inocente em pensar que ele espera por mim e pensa em mim como penso nele, na verdade minha existência é totalmente insignificante para ele.
     Como eu pude cometer tal loucura? Me render a essa paixão utópica, infantil, unilateral,platônica e sem fundamentos e ainda me sentir bem paga por pelo menos poder saber onde ele está,com quem está e se está bem. O que torna tudo isso ridículo demais da conta, é a plena consciência de que tudo partiu de mim, a paixão, o interessem ,a busca ... A única coisa que ele fez foi existir, e permitir que eu conhecesse tal fato.
    Eu não aguento mais carregar esse fardo,principalmente quando sei que enquanto durmo pedindo a Deus por ele, pode ser que ele esteja dormindo com outra, e mesmo que não esteja, ele não vai estar pensando em mim ...  Eu não aguento mais desmoronar cada vez que descubro que ele tem uma nova namorada, e me morder de ciúmes quando vejo que todos tem a sua atenção ( e eu não).
    Não é culpa dele,por isso ele está isento de todo tipo de acusação ... talvez nem passe pela sua cabeça coberta por longos e sedosos fios louros adornados com um chapéu que eu o amei todo esse tempo, e que o quis bem com todas as forças do meu coração e minha alma.
    Eu sinto que devo deixá-lo sair de mim,já que nunca foi seu desejo entrar em meus pensamentos e neles habitar; já que eu o coloquei dentro, eu mesma devo colocá-lo agora para fora. A única forma de esquecer essa insanidade é voltando a viver como se nunca o tivesse conhecido, como se nunca tivesse sabido quem ele é, como se nunca o tivesse amado ...
  Estou aqui exatamente me desapegando desse amor bandido, porque meu coração bate por ele e de sua distância apanha. Já faz quase um ano, é tempo demais pra insistir nessa meninice de novela mexicana ... Esse devaneio acaba hoje e agora!
   Eu só quero que ele saiba, que sempre que eu pensar nele eu vou sorrir, que sempre lhe desejarei bem, e que em minhas preces os pedidos por ele serão por proteção divina, graça celestial e livramentos e que nunca amaldiçoarei seu lindo nome; só quero que ele saiba que lhe enviei todo o meu carinho, e também quero que saiba que ele é a coisa mais linda que já vi!
   Como uma erva daninha, devo arrancá-lo de uma só vez de meu coração sem deixar sobras ... Me despeço de você meu amor,por que enquanto eu te puder encontrar vou querer você, e te querer está acabando comigo ... Que o Senhor te abençoe e te guarde e sobre ti estenda Suas poderosas mãos.
 Adeus príncipe!

terça-feira, 12 de maio de 2015

Vamos encarar os fatos.


    Pois é, acabou a palhaçada de ficar com peninha de mim mesma.Vamos encarar os fatos, e enfrentar os problemas.
    Meu cabelo está com mais pontas que um estrela ninja, passa a tesoura, depois vai crescer melhor e mais bonito.
   Estou apaixonada por uma ilusão insanamente romantizada que nunca vai se realizar, aceita que dói menos: Nunca vou ficar com ele;nunca vai dar certo, nunca vai rolar.
   Não tenho dinheiro para ir pra Europa, então o jeito é começar a juntar a grana e ir quando puder, já que não dá pra ir quando quiser. A luta pela conquista valoriza a vitória.
   Tenho ainda muito o que fazer,conquistar e planejar. A vida não é facil. se acostume com isso.
    Nem sempre as pessoas vão me entender ou aceitar, mas isso não significa que eu tenha que mudar e me moldar pra agradá-las; mas também não significa que posso ofendê-las gratuitamente.
    A liberdade requer responsabilidade. Posso voar solta. desde que saiba onde e quando pousar.
    Namoro é mais que beijo,presentes e passeios; se eu não estou pronta pra dedicar tempo,espaço paciência e confiança a outra pessoa então talvez deva remover a placa de ' Disponível' da minha testa.
   Por falar nisso, encalhada não é quem está 'sem pegar ninguém' há muito tempo; encalhada é quem se prende a pessoa errada.
   Quem sabe da minha vida sou eu, por isso a opinião alheia não deveria me incomodar tanto, a menos que sejam de pessoas que já deixaram claro que me amam.
   Eu abro demais meu coração, e por isso sou tão machucada. Devo reservar meus sentimentos a quem os mereça.
   Nem tudo são flores, mas nem tudo são espinhos. Um pouco de fé, otimismo e força de vontade deixa a vida melhor.
   Vamos encarar os fatos de que a vida tem que ser encarada; ela é difícil mesmo, e em cada fase será mais e mais árduo o trabalho de seguir em frente, mas a vida também tem muitos prazeres e deleites e se eu ficar sentindo dó de mim mesma, nunca vou experimentar o que é viver de verdade e ter prazer em superar ... superar a mim mesma, meu medo mais obscuro.
   Tenho que admitir que eu sou tão humana quanto qualquer outro, sou passível a erros e também tenho o direito de me redimir. Eu sei que Deus nunca vai soltar a minha mão, mesmo que eu caia feio e me machuque muito... Ele vai me estender a mão.
   E vocês amados? Quais fatos tem que encarar pra tomarem um choque de realidade e seguirem em frente? Sejam eles quais forem, OS ENCARE DE FRENTE! A cada embate que você vencer,você vai se sentir mais digna e confiante; assim como o trabalho dignifica o homem, encarar os fatos como são e passar por eles você se sentirá mais audacioso,corajoso,e merecedor.
   Então, vamos encarar os fatos? Eu os meus, você os seus e todos nós juntos os nossos!